Dubai está à beira de algo monumental – um projeto de regeneração costeira que poderá mudar para sempre a paisagem da cidade. A Urb, uma empresa local, apresentou um plano ambicioso para plantar mais de 100 milhões de árvores de mangue ao longo da costa de Dubai, tornando-o o maior projeto de regeneração costeira do

Dubai está à beira de algo monumental – um projeto de regeneração costeira que poderá mudar para sempre a paisagem da cidade. A Urb, uma empresa local, apresentou um plano ambicioso para plantar mais de 100 milhões de árvores de mangue ao longo da costa de Dubai, tornando-o o maior projeto de regeneração costeira do mundo.

O objectivo principal deste projecto é proteger a bela costa do Dubai da erosão e da subida do nível do mar, garantindo que permanece intacta durante as gerações vindouras. No entanto, os benefícios não param por aí. Este projeto também visa sequestrar CO2 e contribuir para a luta contra as alterações climáticas.

Com um histórico de propor iniciativas inovadoras, como ciclovias climatizadas e desenvolvimentos de regeneração de recifes, Urb é o candidato perfeito para liderar este projeto, que se estende por impressionantes 72 km (quase 45 milhas). O projeto Dubai Mangroves é um feito notável de engenharia e conservação e é uma prova do compromisso da cidade com o desenvolvimento sustentável.

“No centro desta iniciativa estão os manguezais, conhecidos por sua capacidade única de sequestrar carbono, proteger as áreas costeiras da erosão e apoiar a vida marinha e a segurança alimentar”, explica Urb. “Com capacidade de absorver aproximadamente 12,3 kg (27 lb) de CO2 anualmente por árvore, todo o projeto pode sequestrar 1,23 milhão de toneladas de CO2 a cada ano, o equivalente à remoção do CO2 emitidos por mais de 260.000 veículos de passageiros movidos a gasolina nas estradas a cada ano.”

A plantação de mangue proposta teria múltiplos benefícios, como o sequestro de CO2, servindo como defesas naturais do mar, melhorando os estoques pesqueiros e filtrando a água com suas raízes. No entanto, plantar um número tão grande de árvores seria uma tarefa enorme e levaria muitos anos.

Para acelerar o processo, drones alimentados por IA e imagens de satélite poderiam ser usados ​​para monitorar e melhorar o crescimento e a saúde das árvores de mangue, de acordo com Urb.

Os manguezais de Dubai não apenas preservariam o meio ambiente, mas também criariam espaços sociais e centros educacionais. O projeto ainda está em fase de concepção, mas foram escolhidos seis estudos-piloto para demonstrar sua viabilidade.

Sendo as alterações climáticas uma questão premente, os mangais do Dubai poderiam ser uma mudança bem-vinda em relação à construção de edifícios enormes. Ofereceria um retiro muito necessário para residentes e visitantes. O centro de visitantes educaria e envolveria a comunidade sobre a importância dos manguezais e os desafios ambientais mais amplos que o planeta enfrenta.

O museu botânico e o centro natural promoveriam a gestão ambiental e encorajariam a investigação e a educação. Dubai Mangroves tem potencial para ser um projeto sustentável e ecologicamente correto que beneficiaria a cidade e o planeta.

Atualizado em by Phillip Coorey
Registro Rápido

A Exnova oferece uma plataforma única para seus traders. A estrutura é clara e transparente.

89%
Pontuação de Confiança

Ganhe $10.000 Virtuais Ilimitados! Depósito Inicial Não é Necessário.

icon Saiba Mais! icon Saiba Mais!
Pontuação de Confiança
icon Saiba Mais! icon Saiba Mais!
Pontuação de Confiança
icon Saiba Mais! icon Saiba Mais!
Risco de Perda de Capital
Pontuação de Confiança
Dubai está à beira de algo monumental – um projeto de regeneração costeira que poderá mudar para sempre a paisagem da cidade. A Urb, uma empresa local, apresentou um plano ambicioso para plantar mais de 100 milhões de árvores de mangue ao longo da costa de Dubai, tornando-o o maior projeto de regeneração costeira do
banner image